Com o início do ano 2020, devemos pensar nas resoluções do novo ano que queremos cumprir, ir ao ginásio, ser mais produtivos no trabalho e poupar dinheiro são três das mais comuns. Se você também tem como objetivo economizar mais em 2020, nós facilitaremos as coisas para você hoje com vários métodos que não falham.

Avalie qual o método que melhor se adapta às suas possibilidades e tente segui-lo dia após dia, no final a recompensa vale a pena. Você vai conseguir poupar dinheiro e tê-lo disponível para uma emergência ou simplesmente para dar um presente a si mesmo!

Kakebo

Este método tradicional japonês, pouco mais do que um simples caderno para se organizar, revolucionou a poupança e também a Internet. A forma de o fazer é simples: tem de anotar todas as despesas, todas elas, desde o aluguer do mês até ao café do bar. Isto ajuda a tomar consciência de para onde vai o dinheiro e a estruturar a forma como o rendimento é distribuído.

O método das 52 semanas

O desafio é simples, se você tiver paciência, perseverança e o desejo de superá-lo, é claro. É tudo uma questão de poupar durante 52 semanas. Durante a primeira semana, tudo o que tem de fazer é poupar um euro. O segundo terá de ser dois, o terceiro três… e assim por diante. Obviamente, as últimas semanas são as mais complicadas, já que você tem que economizar 40, 45, 50 euros, então o pico é de 200 euros por mês.

O método dos 2 euros

Este método consiste em guardarmos todas as moedas de 2 euros que caem nas nossas carteiras. É um método simples e bastante eficaz, porque pouco a pouco estaremos poupando dinheiro sem praticamente darmos por isso.

Método 50/20/30

Esta é uma regra simples na qual você propõe distribuir suas economias em três blocos.

  • despesas básicas. Estes seriam todos aqueles dedicados às suas despesas diárias. Aqueles jogos sem os quais não se pode passar sem eles. Moradia (seja aluguel ou pagamento de hipoteca), alimentação, transporte, energia, etc… 50% da sua renda deve ser dedicada a essas despesas básicas.
  • A salvar. Dependendo da fase em que se encontra, pode utilizar esta poupança para uma ou outra coisa. Fundo de emergência, para realizar um sonho (por exemplo, ir numa viagem à Disney com a sua família), reduzir dívidas ou investi-lo a longo prazo. O importante é que você dedique 20% das suas economias à poupança. Quando você começa a orçar uma porcentagem dos seus rendimentos para a poupança, você começa o caminho para a liberdade financeira.
  • despesas pessoais. Os últimos 30% dos seus rendimentos irão para si. Você o dedicará a despesas como lazer (este item é fundamental), viagens, treinamento, presentes, etc…

Método das diferentes contas

Como no método anterior, trata-se de dividir o rendimento, mas desta vez em seis contas ou blocos:

  • 55% para despesas correntes ou necessidades básicas. Isto incluiria alimentação, transporte, pagamentos de habitação, electricidade, vestuário, etc.
  • 10% para poupanças a longo prazo. Ser capaz de adquirir bens que lhe permitirão uma renda quando você se aposentar. Podem ser investimentos imobiliários, investimentos financeiros ou investimentos empresariais.
  • 10% para treinamento. Você considera que a única maneira de melhorar com o tempo é treinando e você inclui no seu orçamento um décimo do seu rendimento para a melhoria pessoal e profissional. Este item seria destinado à compra de livros, seminários, conferências ou cursos on-line.
  • 10% para o lazer. Restaurantes, cinema, teatro ou férias seriam o destino desta conta.
  • 10% para compras especiais. Nesta conta deixará primeiro um resto para o seu colchão de segurança e depois estará preparado para grandes compras, tais como o veículo, aparelhos e compras especiais que terá de fazer.
  • 5% para melhorar o mundo. Podem ser doações para a sua ONG favorita, para a sua paróquia, para presentes a amigos, etc… Esta percentagem baseia-se um pouco na energia do dinheiro. Semeia e colherás.

O Desafio da Moeda

Este método consiste em poupar entre 1 cêntimo e 3,65 euros por dia, de modo a que no final do ano tenha poupado 667,95 euros. Existem várias versões deste método:

  • O desafio do centavo decrescente: consiste em começar a poupar 3,65 euros no dia 1 de Janeiro e cada dia diminuir esse valor diário em um centavo, até que apenas 1 centavo seja reservado no último dia do ano.
  • O desafio da bagunça: o que você faria é escrever em um pedaço de papel todas as quantias e cada dia decidir quanto você quer economizar, riscando a quantia correspondente no papel. Como o nome sugere, esta seria uma versão mais confusa.

Outras dicas

Pague as suas compras em dinheiro

O pagamento em dinheiro implica uma maior consciência das despesas incorridas. Valorizamos mais o que compramos e evitamos compras por impulso que fazemos devido à falta de percepção do que gastamos. Também evitamos pagamentos diferidos que impliquem o pagamento de juros.

Vá para a loja com uma lista e sem fome

Encher o frigorífico é necessário e fazê-lo no momento certo vai jogar a nosso favor para diminuir o preço que pagamos. O supermercado foi concebido para incentivar o consumo: a situação dos produtos, as ofertas… Estas mesmas técnicas podem ser aplicadas aos consumidores, passar sem fome e com uma lista definida do que precisamos evitará compras desnecessárias que só farão crescer a nossa conta.

Ter em conta as ofertas

Se você tem ofertas ou descontos, aproveite-os, mas só se você realmente precisa do produto que vai comprar. Não vale a pena fazer uso de uma oferta, por mais vistosa que seja, se não precisamos realmente do que vamos comprar.

Comparar preços

Compare preços em diferentes lojas. Os preços dos produtos podem variar muito de uma loja para outra. É importante fazer uma análise e comparação de preços, tanto para compras diárias de alimentos como para outros tipos de produtos.

Se você aplicar algum destes métodos que propomos, certamente conseguirá adquirir uma disciplina de poupança que lhe permitirá dar a si mesmo um presente a cada ano.

sello confianza online

Copyright © iBrands Medios Interactivos 1999 - 2016